Pequeno dicionário da feminilidade para rapazes desavisados – M-Q

Padrão
As Mineiras, Uai! tardam mas não falham, caríssimos rapazes desavisados, leitores deste humilde espaço cibernético!
A 3ª e penúltima parte do nosso “Dicionário” vai ao ar, com um certo atraso, sim, mas bem caprichado para vocês! Aguardem, pois depois desta, ainda tem mais uma!

Pequeno dicionário da feminilidade para rapazes desavisados

M – Q

M

Mão: as mulheres adoram carinhos nas mãos, e feitos com as mãos. Pode ser uma massagem, simples toques profundos e leves entre seus dedos, cafuné no cabelo, andar de mãos dadas…
Mandar: verbo transitivo direto, que dentre outros significados, tem o de “ordenar imperativamente como senhor ou superior”. Sim, meus caros, as mulheres adoram mandar, ou pelo menos achar que estão no comando da situação! Para não desgastar o relacionamento, às vezes coloque o rabinho entre as pernas, e deixe-a achar que está mandando… Não faça isso sempre, pois ninguém gosta de homem sem atitude!
Medo: terror, susto ou receio. A pior forma num relacionamento a dois é o medo de se envolver ou de assumir um compromisso. Nesses casos, vale repensar se a pessoa que está ao seu lado é mesmo especial, ou se você apenas se acostumou a ser um galinha, ou melhor, um franguinho assustado. Cresça e vire Homem, pô!
Misticismo: Com certeza as mulheres são mais místicas do que os homens. Voltamos para a espiritualidade a fim de equilibrar mente e corpo sãos. Religiões, bênçãos, astrologia e para as mais curiosas até uma mesa de cartas para adivinhar o futuro são bem vindos.
Melancolia: O que sentimos nos dias de TPM… Às vezes sentimos também nos dias de carência, querendo cafuné do namorado, colo de mãe, ser paparicadas. Não que seja doença, mas é um estado de espírito carente. Tem gente que faz de charminho também.

N

Não sei:
Muitas vezes, quando uma mulher fala “Não sei…”, ela pode estar querendo dizer “Acho que sim…”. Ou seja, ela quer, mas está com vergonha de admitir com todas as letras. Mas a diferença entre o “Não sei…” e o “Não sei!”, é que desta vez ela quis dizer “Não, de jeito nenhum, tá doido?” Muita calma nesta hora, concentração, respiração, pois confundir um com o outro pode colocar tudo a perder!
Nariz: Aqui vale a regra geral da Higiene. Cabelinhos saindo para fora da narina cortam o tesão de qualquer uma! Existem uns aparelhinhos mais finos que uma caneta Bic que parecem ser ótimos e super práticos. Compre logo o seu (e não o empreste pra ninguém, faz favor)! Quanto aos beijinhos no nariz, vale a regrinha de trânsito: na dúvida, não ultrapasse. Ou seja, nem pense em dar uma de Cicarelli na Espanha pra cima do narizinho da sua mulher, a não ser que tenha certeza absoluta de que ela quer e gosta deste tipo de coisa.
Não: ao contrário do “Não sei”, o NÃO de uma mulher só tem um significado: NÃO! Portanto, nem adianta insistir, ou tentar convencer de todas as maneiras, pois quando uma mulher fala NÃO, é porque realmente o que você quer não tem a menor chance de acontecer naquele momento.
Nada: esta é muito simples. Para uma mulher, NADA é TUDO. Isso mesmo, você não leu errado. Sendo assim, ao perceber sua namorada meio estranha, perguntar o que ela tem de errado, e ela te responder “Não é nada”, não se iluda, esta mulher está com TODOS os problemas e escaraminholas na cachola, e prepare-se, pois se insistir muito para que ela diga o que é, vai levar um D.R. nas fuças…
(D.R = discutir a relação)

O

Olhar:
Muitos homens são tímidos ou têm medo de olhar nos olhos, para não deixarem transparecer seus sentimentos. Pois eu digo basta! Respire fundo e crie auto-confiança, e passe a encarar sua mulher nos olhos, com sinceridade e charme. Ela não vai resistir…
(Prestenção, olhar é totalmente diferente de encarar!).
Obrigado(a): assim como a gentileza e higiene, não custa quase nada agradecer quando oportuno, e toda mulher gosta de ter um homem educado, gentil, limpo e cheiroso ao seu lado.

P

Puta:
é aquelazinha que te dá bola e te deixa babando em toda festinha. Está com os dias contados e nunca, nunquinha mesmo, ficará amiga da sua namorada.
Panaca: o famoso Palerma. Não tem atitude, se mostra um verdadeiro bocó e não tem opinião própria. Não seja um deles: leia livros interessantes, revistas, e procure se atualizar com o mundo ao seu redor. Quem sabe assim seu papo melhora?
Piada: ah, isso vocês sabem muito bem o é. Qual o homem que não curte uma piada bem cabeluda? Pois vamos te contar uma novidade: as mulheres odeiam piadas sobre elas mesmas, pornográficas demais, ou cheias de palavrões. Sendo assim, ao invés de ser visto como um cara engraçado, será mais conhecido como aquele, o do filme “carbonizado”…

Q

Quase:
cuidado com ele. Se perguntar à sua namorada se ela já está pronta para sair, e ela te responder “Quase”, saiba que terá que aguardar, no mínimo, mais meia hora, pois é provável que ela nem tenha tomado banho ainda, e depois ainda tem de fazer a maquiagem, secar o cabelo, escolher qual roupa vestir, etc… Mas não vale atrasar por conta disso, homem que é homem tem que chegar antes e esperar!

****

Observações:

1) Devido à grande extensão dos verbetes, estamos publicando aos poucos o “Pequeno dicionário da feminilidade para rapazes desavisados”. Por favor, tenham calma. As mineiras agradecem.

2) O fato de alguns verbetes não se encontrarem dispostos em ordem alfabética é proposital, nós não faltamos à aula no dia desta lição: apresentamos os verbetes na ordem que propicia o melhor entendimento do “dicionário” como um todo.

3) Aceitamos sugestões de novos verbetes… A caixa de comentários é de vocês!

4) Para ler a Primeira Parte, de A a E, clique aqui. Para ler a Segunda Parte, de F a L, clique aqui.

Atenciosamente,

Lú, Ana e Bela.

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s