Arquivo da tag: recipe

Receitinha: Torta “Banoffee”¹

Padrão

Certa feita, 4 pessoas apaixonadas por comida gostosa se sentaram para conversar sobre… comida! O resultado, muitas receitas trocadas, novas amizades feitas e muita água na boca e ideias na cabeça!

Num recente encontro deste tipo fui apresentada por um amigo do Paraná para a Torta Banoffee – segundo a Wikipedia², o nome vem da junção das palavras banana + toffee. No exato momento em que ele me contou sobre a receita, fiquei interessadíssima em testar, pela sua facilidade e potencial para ser deliciosa!

Dito e feito. Levei a tal Banoffee Pie a uma festinha na casa de uma amiga e não sobrou nem migalha para contar história!

Dizem por aí que as coisas boas devem ser compartilhadas… Assim, segue a receita!

Banoffee_1Ingredientes:

– 1 pacote de 335g de biscoitos amanteigados (usei da marca Bauducco, mas podem ser facilmente substituídos por biscoito de maizena, biscoito “Maria”, e por aí vai);

– 3 colheres de sopa de manteiga derretida (usei a com sal, mas pode ser substituída pela manteiga sem sal);

– 500g de doce de leite;

– 5 ou 6 bananas nanicas (em MG chamamos de banana “caturra”) firmes e maduras;

– 500 g de creme de leite fresco;

– 2 colheres de sopa de açúcar. Banoffee_2 Modo de fazer:

Para a massa (base da torta), triture os biscoitos num processador (ou liquidificador) e, numa vasilha, despejar sobre a farinha de biscoitos a manteiga derretida. Amassar com os dedos até ficar com aspecto de farofa. Despeje a mistura na forma que irá utilizar (pode ser de aro removível, ou um refratário de louça ou vidro, ou até mesmo em taças individuais) e pressione a massa, forrando todo o fundo e os lados da forma. Levar ao forno quente por aproximadamente 7 minutos³.

Recheio:

1ª camada: Sobre a massa já fria, despeje o doce de leite, que pode ser feito em casa (leite condensado na panela de pressão).

2ª camada: Pique as bananas em rodelas, e cubra o doce de leite. banoffee_6 3ª camada: Chantilly. Para fazer o creme de leite fresco virar chantilly é muito simples, porém há algumas regrinhas a serem seguidas…

Primeira regra: o creme de leite tem que estar bem geladinho, assim como as espátulas e a tigela da batedeira. Sendo assim, cuide para que estes itens fiquem na geladeira ou congelador desde o início da montagem da torta. Dito isso, bata o creme de leite fresco e junte o açúcar aos poucos.

Aí vem a segunda regra do chantilly: não bata durante muito tempo, pois a mistura pode desandar e virar manteiga! O segredo é: quando formar picos firmes (parece claras em neve), desligue a batedeira imediatamente e o chantilly estará pronto!

–> Despeje o chantilly por cima da torta, ajeitando com uma espátula. Caso prefira, pode usar um saco de confeitar. Cubra toda a banana com o chantilly.

4ª camada (opcional): cacau em pó (ou chocolate em pó) polvilhado por cima, ou ainda, raspas de chocolate meio amargo salpicado, ou, se preferir, canela em pó.

Mantenha a torta na geladeira até o momento de servir.

banoffee_6Ana.

_____________________________________________

¹ Também conhecida como Banoffee Pie, Torta Banoffee, Banoffi ou Banoff .

² http://en.wikipedia.org/wiki/Banoffee_pie

³ Fiz a receita duas vezes: da primeira, levei a massa ao forno, e da segunda, não. Em ambas ficou delicioso, porém o detalhe do forno faz com que a base fique mais firme. Entretanto, não é obrigatório, pois não altera no sabor final da receita.

Se for montar em taças individuais, sugiro que não leve ao forno a massa, a não ser que a forminha seja resistente a calor – neste caso, é possível que o tempo para assar seja diminuído. Portanto, não custa ficar de olho para não queimar!

*** Todas as imagens foram retiradas do Google, e se clicar nelas, serão redirecionados para os links originais. Não deu tempo de fotografar as minhas tortas, pessoal comeu antes! 🙂

 

Nhac!

Padrão

Pão torrado com queijo, alface, ovo, tomate e bacon. Um pouco de maionese para temperar. Voilá! O melhor sanduíche do mundo, bem ao alcance das mãos. Cai bem beber uma tulipa de chop bem gelado, ou um vinho tinto na temperatura certa, pra acompanhar esta perdição…

Duvidam?

Preguiçosos de plantão, madames de unha feita, saiam já da dieta e corram à cozinha. Vamos à receita:

Você vai precisar de:

– 2 fatias de pão (ciabatta, pão integral, caseiro, etc. Qualquer um serve, desde que possua massa firme e gostosa);
– 4 fatias grossas de tomate (prefira o tipo italiano, que é mais carnudo e tem pouca acidez. Mas se não tiver, qualquer um serve!)
– 2 fatias finas de bacon (compre daquele que já vem fatiado, daquela marca conhecida)
– 2 folhas de alface (crespo, roxo, normal, qualquer um serve.)
– 2 fatias Queijo (de preferência um que derreta bem – ou seja, ricota e derivados estão fora!)
– 1 ovo
– maionese

Primeiro torre as duas fatias o pão até ficarem douradas e crocantes. Derreta o queijo como preferir, no microondas ou numa frigideira no fogão. Despeje o queijo derretido em cima de 1 das fatias do pão. Reservve.

Na outra fatia, passe um pouquinho de maionese e cubra com as 4 fatias de tomate.
(A função da maionese é apenas para fixar o tomate, é bem pouca mesmo. Então, quem não gostar – como o
Allan – pode substituir por qualquer queijo cremoso capaz de exercer esta função.)

Frite o bacon.
(Importante: não use gordura para fritar o bacon, a não ser que queira ter um infarto já-já! Faça o seguinte: no microondas, cubra uma “pirex” de vidro com 2 folhas de papel toalha. Por cima, as fatias de bacon, e em cima delas, mais 2 folhas de papel toalha. Leve à potência máxima por uns 2 minutos e meio. Pronto! Fica crocante e saboroso, e a gordura sai no papel.)

O bacon vai por cima do tomate, e depois dele, a alface. Frite o ovo deixando a gema molinha. Deposite-o cuidadosamente sobre a alface. Por último vai a outra fatia de pão, que já está com o queijo derretido.

Para dar um toque de chef, parta o sanduíche ao meio e separe uns 2 cm uma metade da outra. Isso fará com que a gema estoure e escorra por todo o sanduíche. Acredite, é isso que o faz ficar TÃO bom.

COMA IMEDIATAMENTE!

Esta receita eu aprendi no filme “Spanglish” (“Espanglês”). Já fiz inúmeras vezes e é SEMPRE um sucesso. O maior segredo é usar ingredientes frescos e de boa qualidade, e cuidar para que a apresentação do prato seja igualmente apetitosa.

Ana.

*** Update ***

Gente, como já foi dito acima, conheci esta receita no filme SPANGLISH (“Espanglês”). Uma das personagens centrais é um chef de cozinha (Adam Sandler – fazendo um papel sério, diga-se de passagem), que num determinado momento, prepara sua versão do MELHOR SANDUÍCHE DO MUNDO – que é a receita publicada aqui.

A receita foi criada especialmente para o filme pelo chef Thomas Keller, que treinou Adam Sandler para o filme.

Óbvio que fiquei com água na boca e corri pra cozinha testar… Quem provou, gostou!

(Receita: Thomas Keller. Foto: internet)

Broa de Fubá

Padrão

Broa de Fubá

Vocês pediram, minha mãe permitiu, e eu publiquei a receita:

BROA DE FUBÁ CREMOSA

Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 1 copo de fubá (200 g)
  • 1 copo (200 g) de queijo ralado (canastra, meia-cura)
  • 1/2 copo de coco ralado (mais ou menos 50 g)
  • 1 copo de açúcar (200 g)
  • 1 copo de óleo de soja (200 ml)
  • 1 copo de leite frio (200 ml)
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa bem cheia de fermento em pó
  • Açúcar refinado e canela em pó para polvilhar a gosto.

Numa vasilha, misturar o queijo e o coco ralados, junto ao fubá. Reservar.

No liquidificador, bater os ovos com óleo, leite, farinha de trigo, açúcar e sal. Despejar na vasilha com os secos (queijo + coco + fubá) e misturar bem. Por último, acrescentar a colher bem cheia de fermento em pó à massa.

Despejar tudo num tabuleiro retangular médio, untado e enfarinhado.

Assar por 30 a 40 minutos em forno pré-aquecido a 180ºC.

Misturar o açúcar refinado com a canela em pó e polvilhar em cima da broa já assada, antes de servir.

**********************************************************************

Não é fácil? Experimentem e depois me contem o resultado!

Ana Letícia
@analeticia