Burraldas do meu Brasil

Padrão

Lendo o blog da Brena, que descobri há pouco tempo, lembrei-me do Mulé Burra, que é simplesmente hilário!

“Quem nunca se sentiu uma idiota? Quem nunca cometeu uma burrice por causa de um homem mais burro ainda? Como é que nós, mulheres, seres dotados de inteligência máxima, conseguimos ser tão ingênuas em determinadas situações?”

Isto porque a Brena conta lá um caso que contém a verdade mais verdadeira na vida de todas as mulheres (pelo menos eu e todas que conheço): que mulher é um bicho burro, muito burro mesmo, no que diz respeito a relacionamentos.

Às vezes fico a pensar como é difícil manter um relacionamento com o sexo oposto… E como é também difícil manter uma amizade verdadeira com outra pessoa, seja ela homem ou mulher, ou ainda como qualquer relacionamento, seja ele amoroso ou não, é uma coisa complicada… Quem aí nunca brigou com a família, pais, irmãos, amigos??? Pois é a tal da convivência… Aí eu fico pensando às vezes em mulheres que se revoltam tanto com o sexo masculino que chutam o balde geral e resolvem gostar de outras mulheres… E fico imaginando como deve ser foooooda um relacionamento amoroso entre duas mulheres, porque mulher, além de ser um bicho burro, ainda por cima é complicaaaaaaado!

Enfim, como já sou experiente no assunto burrice amorosa, e já consegui conquistar um macho sensível, carinhoso, amoroso, que fala que eu sou linda até na hora que eu acordo toda descabelada e sem maquiagem, acho que tenho uma certa propriedade para falar no assunto.

Sabe aquele cara que um dia você cismou de gostar? Aquele que seus pais não gostavam, o mesmo que sumia no final de semana todo pra ficar bebendo com os amigos e assistindo futebol, que nunca lembrava de te ligar, que gostava de cultivar barriga, que dividia conta de R$3,00 com você, e que você (só você!) achava a coisa mais linda do mundo este jeito “rebelde” dele de ser? (Rebelde não, bem, a verdade é que ele não gostava mesmo de você…).

É que tenho uma novidade pra te contar (se é que isso é alguma novidade): é que aquele cara é o mesmo sujeitinho que hoje em dia você percebe que era feio, sujo, fedorento, fumava demais, bebia demais, tinha um beijo muito dos mais ou menos e era ruim pacas de cama! Capitou? A fila anda, a vida passa, as pessoas mudam, e o mais importante: VOCÊ MUDA, aprende com os seus erros, com os tapas na cara, e com os tombos que leva da vida.

Enfim, infelizmente a bem da verdade é que a gente passa a vida tentando entender os homens e fazer com que eles nos entendam… Mas não tem jeito, afinal, as mulheres são de VÊNUS, e os homens são de MARTE, verdadeiros marcianos extraterrestres, verdes, e que a maioria deles não têm a menor vontade de sequer tentar nos entender também!

(Leitores lindos e maravilhosos do sexo masculino, leiam atentamente estas linhas: eu disse A MAIORIA! Portanto, não é 100%! E façam-me o favor de olhar pra si mesmos e fazer por onde para ser excluídos desta massa, ok?)

Mas a verdade mais verdadeira ainda é que não adianta nada gostar dos outros: tem que gostar MAIS, e em PRIMEIRO lugar, é de si mesmo!

“E.T., telefone, minha casa!”

Beijos

Ana.

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s