João e o Pé-de-Feijão

Padrão

Não vou contar aqui a estória do Joãozinho e o pé-de-feijão não, viu? Podem ficar tranqüilos, que o que eu vou falar não tem nada a ver com conto de fadas, feijões mágicos, etc.

A questão é que todos aqui sabem do poder das palavras, e do efeito que elas trazem nas pessoas… Não sabem? Vou dar um exemplo: quando visitam uma pessoa idosa, sozinha, ou mesmo alguém doente, e conversa do fundo do seu coração, proferindo palavras de amizade, carinho… Já perceberam como essas pessoas melhoram? Como elas ficam mais felizes, mais agitadas? NÃO???

Então sugiro que façam uma experiência muito simples: todo mundo aí já deve ter plantado um grão de feijão quando era criança, na escola… caso contrário, é só pegar um feijão, ou melhor, 2 feijões, plantá-los em recipientes separados (pode até ser copos de plástico), cobrí-los com terra ou algodão. Em um dos feijões, coloque uma etiqueta, ou plaquinha, escrito “CRESÇA”. No outro, escreva “NÃO CRESÇA”. Todos os dias, regue os dois feijões igualmente, mas àquele em que você tiver escrito “CRESÇA”, diga e/ou mentalize coisas boas, imaginando-o uma planta grande e forte, palavras de carinho e incentivo. Já ao outro feijão, “NÃO CRESÇA”, faça o mesmo, porém ao contrário: diga e/ou mentalize coisas ruins, uma plantinha fraca, murcha, seca, que nunca vai ser bela, etc. Creio que em uma semana – dez dias no máximo – você vai notar a diferença… Eu e mamãe fizemos esta experiência aqui em casa e foi estrondosa a diferença entre as duas plantinhas!

Pense: se as suas palavras e pensamentos podem surtir tanto efeito com uma simples planta, imagine os mesmos efeitos em uma outra pessoa, ou em você mesmo?

Para quem ainda não acreditou, dêem uma olhada na pesquisa feita pelo Dr. Masaru Emoto (cientista japonês), que fez uma extensa pesquisa sobre a influência dos sentimentos, palavras e tons musicais na água, suas moléculas e seus cristais. As fotos são maravilhosas, e quem quiser saber mais um pouco sobre a pesquisa, é só clicar aqui para ler em inglês, ou aqui, para ler em português.

Mas por que estou falando sobre isso tudo?

Por incrível que pareça, os japoneses (sempre eles), inventaram um “feijão-mágico”, por assim dizer. Funciona da seguinte forma: você presenteia alguém com um vasinho de feijão, antes de o mesmo brotar, e após cinco dias de cuidados, a pessoa será surpreendida com uma mensagem que vem gravada por laser (tatuada… hahaha) no broto de feijão! Pode vir escrito “Boa Sorte”, “Eu amo você”, etc, etc…. Dá prá vocês? Na minha opinião, um verdadeiro “presente de grego”, pois a pessoa presentada terá que esperar 5 dias (ou mais) para receber o “presente” verdadeiro…

Sei não…

Aqui, o cristal de água, formado após proferir a palavra “AMOR”.

E aqui, o “Feijão-Mágico” japonês…

Beijos,

Ana Letícia.

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s