PILANTRAGEM, MÁ-FÉ, ANTI-ÉTICA

Padrão

Definitivamente não suporto quem age com má-fé e é anti-ético profissionalmente!

Hoje, mais uma vez, fiquei sabendo de uma amiga que foi chamada para fazer entrevista num escritório de um advogado pilantra. A entrevista é sempre sensata no início, mas para os mais intuitivos, enxerga-se que boa coisa não é trabalhar com ele. Não vou entrar ao mérito do ocorrido, mas infelizmente, tem muito advogado anti-ético por ai, fazendo jus às inúmeras piadinhas que ouvimos.
No escritório que trabalho temos, inclusive, processos cíveis e administrativos junto a OAB contra advogados que roubaram ou deixaram de prestar contas a seus clientes.

Outro trabalho que me deixa com raiva vem das “agências de empregos”. Não das agências sérias, que realmente selecionam os profissionais e os reenquadram no mercado de trabalho. Mas digo daquelas inúmeras agências que cobram caríssimo pra distribuir um currículo e muitas vezes o desempregado nunca é chamado ao emprego por influência da tal agência. Além disso, não conseguem um centavo de desconto pelo trabalho não prestado.

No setor de Engenharia, principalmente civil, também não é diferente. Muito se escuta sobre engenheiros que não sabem nem como se lê uma planta de casa. Condenam toda uma estrutura e depois tentam se eximir da responsabilidade de indenizar vítimas de um possível acidente.

Médicos cometem erros grosseiros em cirurgias, deixam uma agulha, uma gase dentro de um paciente operado. Tudo bem que há uma equipe, porque o “Dr.” sozinho não dá conta de vigiar tudo, mas esse é mais um motivo para tentar não cometer erros. Todos são responsáveis, será que ninguém testou que um paciente seria alérgico a certo medicamento, ou precisava de cuidados mais do que especiais antes de morrer? A vida humana vale muito!

Horrorizada também estou com as cenas da novela “Belíssima” que retratam uma realidade cruel: a ilusão de uma adolescente bonita virar modelo num país longínquo. Quem está por trás da prostituição? Uma “suposta” agência de modelos, concretizando o sonho de uma garota sem instrução. A prosperidade da vida, o dinheiro certo, mas ganhado a custo alto???

Tenho pensado muito sobre a ética profissional, tento ser o mais fiel a meus clientes e esclarecer as coisas aos mínimos detalhes. Não iludo o sonho de ganhar elevadas indenizações por danos morais, quando esta não é mais a realidade do Judiciário. Este já sabe que existe uma fábrica de sonhos por trás do pedido de dinheiro.

Não só nessas, mas em todas a profissões há bons e maus trabalhadores. Gente querendo passar o outro para trás! A ganância e a inveja estão falando mais alto do que o bom senso, a boa-fé, a ética na prestação dos serviços.
Não estou revoltada, mas temos que mudar isso! Que nunca sejamos assim!

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s