A música move montanhas…

Padrão
Estou feliz, ou melhor, sou uma pessoa muito feliz. Tá certo que às vezes tenho momentos depressivos, como qualquer outra pessoa, mas nada como um dia após o outro. Fico mais feliz ainda quando ouço uma boa música, fico muito calma, principalmente bossa nova e sambinha. Isso aí, ouvir uma boa música, sim. Não sei se o mesmo acontece com vocês, meus caros leitores (estou até parecendo uma escritora, né? Que chique!). Pois comigo “é tiro e queda”.

Estava pensando nisso ontem, no valor de certas músicas, o quanto elas representam, o quanto são sensíveis, emocionantes, tristes e alegres ao mesmo tempo…Muito bacana… E depois de pensar tanto e ouvir tanta música, eis que um “amigo”, entra no messenger, lá de Israel. Eu o conheci no ano passado na Ilha do Mel – Paraná e depois fomos para o Rio de Janeiro. E lá no Rio, eu e Jujú íamos almoçar quase todos os dias nos restaurantes: Garota de Ipanema e Vinícius em Ipanema. Foi no Vinícius que ganhei 2 sacolas de papel com a letra e a música Garota de Ipanema, então, dei uma das sacolas de lembrança para esse amigo (Roy). Ele ficou felicíssimo.

Depois disso, sempre que encontrávamos, ele pedia pra eu cantar a música pra ele. E ontem, depois de um ano, estávamos conversando no msn e ele pediu que eu escrevesse a música Garota de Ipanema, que ele iria me imaginar cantando! Olha que bonitinho! Ele ficou muito feliz e eu também…

Músicas de meu país, obrigada por tanta sensibilidade!!!



Pessoal, desculpem a falta de inspiração, é que ontem eu saí, dancei e enchi a cara. Cheguei em casa 4 horas da madrugada, acordei às 7:00h, e estou aqui, morrendo de dor de cabeça, cansada e morrendo de sono. Só que a Lú me intimou, pois há tempos eu não escrevo…

GAROTA DE IPANEMA
Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela menina, que vem e que passa
Num doce balanço a caminho do mar
Moça do corpo dourado
Do sol de Ipanema
O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que já vi passar
Ah! Como estou tão sozinho
Ah! Como tudo é tão triste
Ah! A beleza que existe
A beleza que não é só minha
E também passa sozinha
Ah! Se ela soubesse que quando ela passa
O mundo interinho se enche de graça
E fica mais lindo por causa do amor
Só por causa do amor…



(Vinícius de Morais e Tom Jobim)
Bjocas da Dodô!
Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s