O Rio de Janeiro continua lindo…

Padrão

Mineiro na praia é uma comédia… não pode sentir cheiro de maresia que já fica ouriçado! Eu não sou diferente…

Reveillon na praia prá mineirada então, é novidade! (Meus pais nunca passaram tal data na praia, e olha que os dois são bem viajados!) Eu, por exemplo, pulei minhas 07 “tsunaminhas” (ou melhor, 14, prá dar sortre em dobro) na virada, estourei champagne (tá bom… espumante barato “Chuva de Prata” que por sinal eu NÃO BEBI, pois o Daniel se sentiu O Schumacher jogando a bebida em todo mundo) e dancei ao som de Alcione após a queima de fogos. Festinha em casa de novos amigos, 1 quarteirão da praia e da cascata do Meridien Hotel, comida boa, música boa, bebidas, piadas.

Apesar da famigerada FUMAÇA que encobriu boa parte dos fogos, provocada pelas condições climáticas do 31 de Dezembro, de qualquer forma foi muito melhor estar em Copacabana que em BH, pois além dos fogos na Lagoa da Pampulha (onde é impossível chegar de carro neste dia), só tem festas para milionários que não têm mais onde gastar e podem ficar pagando R$ 300,00 por pessoa prá comer e beber… tô fora.

O Rio de Janeiro continua lindo… Não vi nada de violência, nem na noite do dia 31 p/ o dia 1º, nem nos outros dias todos que passeei por lá – chegamos no dia 30/12 e fui embora no dia 02/01. Prá vocês terem uma idéia, voltamos a pé de Copacabana/Leme até Botafogo, atravessamos 02 túneis andando, passamos por debaixo de viadutos, e ninguém nem nada nos importunou, só mesmo as 2 bolhas monstras que surgiram nos pés do meu amor…

A famosa Árvore de Natal da Lagoa Rodrigo de Freitas este ano estava linda! Como todo bom turista, pagamos “déix reaix” para andar de Cisne Azul (pedalinho) e tentar ir ver a árvore mais de perto! Passeio único e lindo! Recomendo a todos que forem ao Rio que façam este passeio, até mesmo os cariocas que moram lá e muitos nunca andaram de pedalinho na lagoa. Claro que hoje já não tem mais a árvore, mas além do romantismo e da mui agradável brisa no meio da lagoa, a vista dos prédios que a circundam e das montanhas de pedras que fazem do Rio a “cidade maravilhosa” é linda!

Os nossos anfitriões, cicerones durante todo o passeio, não poderia ser melhor: 02 cariocas da gema, um da tijuca a outra do Leblon, que nos acompanharam todo o tempo, e conhecemos praias e locais lindos. Aos dois só temos a agradecer, eu e Daniel, pelo convite, pela acolhida 5 estrelas, pela companhia, paciência, carinho e bom-humor!



Léo e Lê sob os fogos de Copacabana – Rio 2004/2005

A Árvore da Lagoa Rodrigo de Freitas – Rio 2004/2005

Beijos a todos,

Ana Letícia.

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s