Não me venha falar de flores

Padrão

Hoje eu iria escrever um texto sobre o HAITI. A Veja desta semana trouxe uma extensa reportagem sobre este país precaríssimo, que abriga, já há 08 meses, mais de 1200 homens brasileiros, tropas do exército que foram em missão de paz pela ONU. A reportagem é fantástica, mas meus comentários e impressões ficarão para ser discutidas posteriormente.

O fato é que terei de tocar num assunto que vem gerando revolta nos belorizontinos nos últimos 3 anos, pelo menos: a violência e a impunidade em BH.

Final de semana que passou ocorreu uma tragédia: um seqüestro relâmpago que terminou em acidente, morte e tristeza. Para que vocês se inteirem do assunto, nada melhor que reproduzir aqui a mensagem transmitida pelo Orkut pela minha amiga Bárbara, que era amiga das vítimas, e escreveu de forma muito lúcida sobre o luto, e sobre o mal-estar que se espalha entre os cidadãos desta metrópole:

“Recebi muitos scraps perguntando qualé essa do luto. No dia 28 de novembro, ao sair da festa da Telemig Celular na antiga fábrica da Skol, um amigão do meu irmão, Víctor, e sua amiga, Gabes, foram seqüestrados por quatro meliantes. Esses marginais os colocaram no carro do Vitinho e saíram em alta velocidade pela BR ameaçando com uma arma outros carros que por lá circulavam. Houve uma colisão com outro carro e o carro do Vitinho, dirigido pelos meliantes, capotou, a Gabes ficou bem machucada e o Vitinho faleceu no local. Os quatro meliantes fugiram.

Até agora nada foi feito, nenhuma autoridade se importou com o assunto. A família do Vitinho está péssima, minha família está péssima, eu estou péssima. Ele era um rapaz de 23 anos, quase formando em engenharia elétrica, super alto astral e um irmão pro meu irmão. Nessas circunstâncias vemos que direitos humanos só existem para os bandidos, os marginais.

Cadê o meu direito de sair na rua, ir a festas, namorar? Se um bandido agride uma pessoa, ele comete lesão corporal, se a polícia agride este mesmo meliante, é tortura. Se um pivete me assalta, tudo bem, se eu dou uma porrada na orelha dele, ele é protegido pelo ECA e eu me ferro!!!! O mundo está todo torto, a violência contra pessoas que trabalham, estudam e nada mais querem que viver sua vida, está cada vez mais banalizada!!! EU SÓ QUERO ME SENTIR SEGURA!!!!!!!!! O que, convenhamos, está cada vez mais difícil. E olha que BH ainda é uma das melhores no quesito segurança. Só quero deixar meu grito de indignação.

BASTA! BASTA!BASTA! Que país é este onde não podemos mais ser jovens?

Obrigado a todos os meus amigos que me deram apoio nesta hora e a todos aqueles que nunca deixam de dar. Beijos indignados, Ba.”

É isso. Preciso falar mais alguma coisa? Não sei o que podemos fazer. Pelo menos espalhar a notícia através do Blog, espalhar a minha indignação, a revolta, o medo… Não quero que a minha cidade se transforme num Rio, no Rio do tráfico, das mortes, da violência, e o pior, da impunidade.

Belo Horizonte é uma das cidades mais belas que conheço, seu clima é encantador, suas paisagens, de tirar o fôlego, suas pessoas especiais e acolhedoras, sua comida, farta e saborosa, marcante… Não deixemos que ela se torne amarga e cruel, inabitável! Isso aqui não é o HAITI! E o nosso direito de ir e vir? E a nossa liberdade de expressão?

“Eu sou da América do Sul. Eu sei, vocês não vão saber. Mas agora eu sou cowboy, sou do ouro, eu sou vocês, sou do mundo, sou Minas Gerais!” (Clube da Esquina)

Um abraço

Ana Letícia

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s