Não sei. Só sei que foi assim…

Padrão
Às vezes, fico matutando, fazendo zilhões de perguntas pra mim mesma, sobre como agir e o que dizer diante de situações, consideradas confusas pra mim, e loucas para a maioria das pessoas. Então tá, vou ser mais clara, ou melhor, prometo que vou tentar. Digo que vou tentar, porque não está nada claro na minha cabecinha também (cheia de fantasias)…

Por incrível que pareça, hoje, durante o almoço, a conversa foi sensacional. Digo, por incrível que pareça, não duvidando do prazer de sua companhia, e sim no que diz respeito à tonelada que tive oportunidade de tirar das minhas costas, que estava, literalmente, me matando… Depois desse papo bacana, nossa, como quero coisas diferentes pra minha vida e cada vez mais, me amar, estar bem comigo mesma pra poder oferecer algo legal pra alguém. Posso dizer, que tenho passado por coisas boas que jamais serão esquecidas e coisas ruins, que de uma certa forma me destruíram, mas, que graças à Deus durou pouco. Os momentos ruins, serviram, de uma certa forma, pra mostrar o quanto quero ser diferente, o quanto quero amar as pessoas e o quanto quero valorizar momentos, aparentemente, comuns. O contato com o outro é uma dádiva. Dádiva essa, que deve ser respeitada e até venerada, por nós.

Nossa, como estou profunda! Ai que meda… Todos falam que sou muito sensível, uns até, abusam dessa sensibilidade tão aguçada. Mas, por mais que isso me traga algum sofrimento, nunca quero mudar, quero continuar assim…sensível….chorona (dentro dos limites, é claro). Como eu gostaria de ser? Nossa, gostaria de ser e fazer tanta coisa… Gostaria de ser engraçada, gostaria de ser menos preocupada. Gostaria de, às vezes, ser um pouco “porra louca”… isso mesmo, ir sem medo, entende? Dá uma vontade de fazer isso de vez enquando. Hoje, eu fiquei assim. Deu uma vontade louca, de fazer um tanto de coisa que nem eu sabia exatamente o quê, estava suando frio, meu coração estava saindo pela boca…que coisa estranha?! Nem imagino, porque que isso aconteceu. Pode ser a vontade viver algo diferente. Eu já tinha uma vontade de viver enorme. Mas, hoje, você foi fonte de inspiração de vontades e desejos, que estavam quietinhos… De repente…”buuummm“. Isso aí, foi muito bom… Você tem um coração incomparável.. enorme. Nem imagino o que possa acontecer. Independente do que aconteça, estou feliz… Desejo a sua felicidade plena, de coração….
Poderia escrever laudas e laudas, mas, você já não deve estar agüentando mais tanta empolgação pra uma pessoa só… Culpa sua!!! Engraçado, aparentemente, não aconteceu nada, mas como já disse, depois de pensar muito chaguei a essa conclusão: “A vida é perfeita”. Valeu!!!
Pessoal, não fiquem com cara de que não entenderam nada, é só pensar um pouquinho que entenderão tudo…Mas, pensem com sensatez… (Será realidade ou ficção?)



Bjus da Dodô

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s