O feriado mais interessante é o meu!!! Ô dó…

Padrão
Êta vida doída! Pois é pessoal, enquanto a “Ana banana” foi namorar, aproveitar uma praia, tirar onda de mineira morena, a Lú não fica pra trás, pois o namorado dela estava aqui em BH, beijou até não aguentar mais, também tirou onda, que foi pro “Carnasete” em Sete Lagoas, até em Ouro Preto na “Festa do Doze” essa menina marcou presença. E eu? Eu cá, estou abandonada, jogada às traças, tudo isso por causa da diaba da monografia…. ninguém merece… É professora, se te pego!
Faço questão de contar pra vocês passo a passo do meu feriadão cheio de “emoções”!
Vamos começar pela sexta, que trabalhei estudei e dormi, acabou a sexta.

Já no sábado… bom, o sábado é uma longa estória e acho que, sem fim. Mas, por enquanto acho melhor não contar. Breve vocês irão saber…tan tan tan tan!!!! Foi muito emocionante e surpreendente…
Domingo acordei cedo e fui pra casa do Gabriel (meu amigo) dar uma volta de bicicleta. Ele me emprestou a bike do irmão dele. Nossa, a casa dele é muito bacana, é gigantesca, fica em frente a Lagoa da Pampulha, os móveis são rústicos, cheio de objetos decorativos bem antigos e na sala fica a bateria dele, que é enorme, eu até toquei um pouco. O troço faz barulho demais. Fomos, então, pra tão esperada volta de bicicleta. Demos a volta na Lagoa todinha (18 km)… ufa… Claro que no meio do caminho, a bonitona aqui levou o tombo mais ridículo do mundo. O Gabriel ficou enchendo o saco: “Ô Dô, enfia o pé nessa pedaleira. Dá mais segurança.” E eu: ” E se eu quiser parar e não conseguir tirar o pé desse troço, eu vou cair!” Ele: “Cai nada, é só puxar o pé.” Ah, foi dito e feito, a cabeção aqui, resolveu parar para dar passagem para umas pessoas que estavam fazendo caminhada. Detalhe, que eu estava com um pé enfiado naquele negócio e o outro não. Eu parei e fui apoiar o pé que estava preso, dãããã. Resultado: saiu rolando eu e a bicibleta, que vergonha, estourei meu joelho, ele já era bonito, agora então, todo ralado e roxo meio amarelado, tá uma maravilha. Dei uma de durona e continuamos, completamos a volta, vencemos. Depois, paramos para assistir um filminho: Snacth – Porcos e Diamantes, sanduíches e umas 21:00 h fomos tomar sorvete na Sorveteria mais tradicional de BH – São Domingos. Pedi um sorvete de amendoim. Credo, é o pior sorvete que já tomei na minha vida, eca… Primeira e última vez. Prazer em conhecer e tchau.

Depois disso tudo, 22:00h, um banho é bom né! E cama!
A segunda-feira foi a mais emocionante, fiquei em casa o dia inteiro, dormia, lia um pouquinho e nada do dia passar… até que por volta das 20:00h resolvi alugar um filme. Fui na locadora, já não tinha quase nenhum filme, achei o Piratas do Caribe, também só aluguei esse filme por causa do Johnny Depp (o cara mais gostoso do mundo)… ufa… O filme foi bom… Depois, cama.
Até aí vocês ouviram eu falar de monografia? Nem eu? Pois é, na terça-feira, fui dar uma de menina responsável e fiquei fazendo essa praga de 10 horas da manhã até 5 horas da tarde, eu e minha amiga louca, a Pê. Ah, e a Vida também ( vida é a cachorra da Pê).

Ô gente, cês acreditam que a Pê canta uma música pra Vida e ela acompanha com os latidos? Até eu já aprendi a tal música, ela não parava de cantar no meu ouvido, é mais ou menos assim:

“Peixe quer marrrrrr, ave quer voaaaarrrrrr.

Eu quero amaaaaarrrrr o amor que vive em mim,

Por isso eu amuuuuuuu, gosto dele asiiiiimmmmm (quentim, torradim, gostosim, todinho pra mim). Tibum, tibum, xalalalala. Tibum, tibum, xalalalalá….

Alguém está batendo na portinha do céu: toc toc…”

Tem mais música galera! Mas, vocês não merecem tanta judiação…

Bom, é isso aí, acabou o feriado e eu nem sei onde e quando ele passou. Acho que quando ele passou eu estava dormindo….
Obs.: Gente, não posso deixar de comentar das olheiras da Lú, hoje de manhã. Cara, ela nem abria os olhos direito. E a Ana, que liguei pra casa dela umas 11 horas da mnhã e a bichinha estava dormindo… aiaiai…
Beijos da Dodô.
Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s