João Lenjob: A Volta Por Cima

Padrão
Melancólico? Saudosista? Realista? Idealista? É o que não falta em nosso poeta camarada de todas as 6ªs feiras… E hoje ele se despede do velho, e saúda o novo… E nos comove em reflexões e constatações…

PPJL

A Volta Por Cima

Temporadas finais de ano e chegando o princípio de um novo. Revela-se em cada pessoa uma forma diferente de ter esperança, de acreditar, elaborar métodos e objetivos. Para muitos, é uma época triste, com poucas vitórias neste período que se finaliza e, talvez, com pouca expectativa para o período que se aproxima. Mas mesmo assim, não há quem não torça, pelo menos um pouco, pelo dia de amanhã.

Enfim, que todos não só esperem, mas que lutem bravamente pela realização de todas as metas. A minha é que todos saibam votar em 2008, para as eleições de prefeitos e vereadores, com o pensamento coletivo e não no retorno individual e pessoal, tendo sensatez e consciência de um cidadão educado e participativo. Também quero que todos saibam lutar pelos direitos que não são empregados, mas que não deixem de cumprir os inúmeros deveres profissionais e éticos da sociedade e também para ela.

Que em 2008, cada um valorize com mais veemência a arte de todos que trabalham por ela, não só lendo ou ouvindo todos os tipos de músicas, mas abrindo os olhos com relevância e creditando àquele artista que vive perto de você, na rua ou em proximidades, trabalhando pelo seu sorriso.

Quero muito que todos saibam valorizar também todos os atletas que farão com todo brio, gana e suor, o melhor por uma medalha olímpica, em Pequim. Que não esteja na mídia e na procura de todos somente futebol e volei, esportes de ponta, mas que a gente jogue, lute, reme, nade, salte, veleje, competindo junto a eles, torcendo de igual pra igual.

Importante ressaltar que todos devem estudar mais, ler mais, ter mais conhecimento de tudo o que se passa, de todos os assuntos gerais, se inteirando de tudo o que acontece ao nosso redor. É importante que todos estejam cientes do que se passa pelo mundo com o meio-ambiente e seus problemas que estão cada vez mais delicados e acentuados, com o aumento de infecções causadas pelos mosquitos da dengue, com os impostos que deixam de existir, mas que voltam com outro nome, exames “anti-dopping” que estão rolando por aí, humilhando a nossa capacidade de ser inteligente, inclusive se precavendo sempre do vírus do HIV.

Por isso, não tem como não falar de amor e para explicar bem este nobre quesito, gostaria muito que todos amassem com sabedoria. Fazer amor com cautela e com cuidado é bom, muito bom. Mas é bom saber amar a família, apoiando nas dificuldades, ensinando e sabendo aprender com os tantos erros, tendo paciência nos momentos tristes e dividindo todas as conseqüências, boas ou não. Amar os amigos, ligando quando eles não ligarem, orientando e se deixando orientar, torcendo pelo sucesso alheio, ajudando a levantar nos tombos da vida ou não deixar que caiam. Amar o desconhecido atendendo aos pedidos ou acatando, sendo indiferentes, com serenidade e respeito, sendo educado, sendo gentil, mostrando ali seu berço. Claro! Amar o companheiro, com amizade, carinho, plena atenção, sinceridade, verdade, lealdade.

Fica muito fácil começar um ano difícil e como pôde se observar, não é tão difícil ter um ano mais fácil. Trabalhar os atos com sabedoria e respeito é muito simples. É saber amar e ser amado, sempre dando a volta por cima.

Quem procura acha. É bom então saber o que procurar. Um 2008 muito alegre pra todo mundo!

João Lenjob *
http://www.lenjob.blogspot.com/
joaolenjob@yahoo.com.br

* João é escritor, é alegre e vibrante, pinta e borda por aqui toda 6ª feira, e… Ano que vem tem mais!
Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s