As últimas da Copa

Padrão

Para muitas mulheres, as regras do futebol são tão difíceis de entender quanto um motor de carro. Resultado? Gozação certa da ala masculina sempre que o time entra em campo. Mas não se desespere…
Já que a Copa do Mundo termina hoje, e em breve o Mineiras voltará com a sua programação normal (ufa!), separei algumas frases típicas do mundo futebolístico para você utilizar hoje ainda, enquanto torce pra Itália ser tetra e para o Zidane se aposentar… E mais, aproveitando o reinício do Brasileirão (no meu caso, série B, humpf), são frases para você usar em qualquer partida de futebol, e para provar que, com jeitinho, futebol e salto alto podem, sim, combinar – e muito!

1. A jogada deve passar da defesa para o meio-de-campo, e não da defesa para o ataque
A frase é um lema anti-chutão. Distante do gol, o jogador ataca praticamente sem direção e o goleiro tem chances de agarrar com mais facilidade. Além disso, normalmente é no meio-de-campo que ficam os atletas mais habilidosos, como o Ronaldinho Gaúcho.

2. O time deve jogar pelas laterais
Essa é quase uma regra do futebol bem jogado. Solte o comentário quando perceber que o seu time está com dificuldade para chegar ao gol adversário – na entrada da área, ficam os zagueiros (responsáveis pela defesa). Por isso, o trânsito nas laterais costuma ser um pouco mais livre. (Contanto que os laterais não sejam o Cafu e o Roberto Carlos…)

3. O time deve adiantar a marcação
Solte essa quando notar que os jogadores para quem você torce estão plantados no próprio campo, esperando o ataque adversário. “Adiantar a marcação” nada mais é que propor aos atacantes que marquem os zagueiros, obrigados a reagir com os chutes de longa distância – isso facilita as roubadas de bola. (Ex: Time inteiro do Brasil no jogo contra a França, blergh!)

4. Essa torcida está apática demais
O placar está provocando lágrimas e xingamentos? Diga que, em parte, a culpa é da torcida, que deveria se comportar como o décimo segundo jogador. Com esse comentário, ninguém mais irá duvidar da sua intimdade com o esporte. (Ex: Torcida do Brasil na Copa do Mundo da Alemanha…)

5. O técnico tem um monte de jogador bom no banco e não mexe
O banco de reservas pode ter até 12 jogadores. Apelar para eles sempre pode ser uma boa saída para melhorar o desempenho – ainda mais com substitutos do naipe de Robinho e Juninho Pernambucano esperando ansiosos uma chance para animar o time. (Ex: Parreira.)

6. O juiz estava mal posicionado
A frase é um coringa para situações ameaçadoras: faltas, escanteios e até pênaltis contra seu time podem ser explicados a partir da incompetência do juiz que, posicionado longe da jogada, teria apitado indevidamente. O comentário fará ainda mais sucesso nos casos de impedimento – infração famosa, marcada quando o jogador de um time está no campo inimigo e toca na bola sem ter, no mínimo, dois adversários na mesma linha ou à frente. (Ex: No gol do Adriano contra o Japão, tanto que foi impedimento e o juiz e o bandeirinha não marcaram.)

7. O técnico está muito quieto no banco
Seu time está uma fracasso e você não faz a mínima idéia do tipo de problema que está ocorrendo? Tasque a culpa na inanição do técnico, dizendo que ele deveria gritar mais com os jogadores, exigindo mais empenho e motivação. (Ex: Parreira.)

8. A equipe deveria explorar melhor as jogadas aéreas
Quando reparar uma disputa confusa pela posse de bola na região próxima ao gol, saia com essa. As cabeceadas, apesar de mais imprecisas do que um bom chute, dificultam a ação dos marcadores e, por tabela, as roubadas de bola que impedem o gol.

9. O rendimento do time vai depender da preleção
Antes de qualquer jogo, o técnico costuma fazer uma palestra no vestiário, animando os jogadores – é a chamada preleção. Em partidas muito equilbradas e cheias de catimba (caso de Brasil e Argentina, por exemplo), essa conversa ganha importância fundamental. Uma citação assim mostra que você conhece inclusive os bastidores de uma partida. (Contanto que o técnico não utilize “Epitáfio”, dos Titãs, como música motivadora…)

Ana.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/especiais/copa/mat_01a.htm

Anúncios

Sobre Ana Letícia

@analeticia Autora do blog Mineiras, uai! desde 2004, nasceu em Belo Horizonte-MG. É advogada e sagitariana. Gosta de poesia, literatura, fotografia música boa e dança clássica, contemporânea, de salão, etc. Já quis ser bailarina, como toda menina, e até hoje fica nas pontas dos pés. Participou do Projeto Macabéa com outros escritores blogueiros do Brasil, e foi uma das editoras do Castelo do Poeta, junto com seu primo, o saudoso poeta João Lenjob.

COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s